Notícias

1 29/01/2018 11:10

Só no mês de dezembro de 2017 foi registrado um saldo negativo de 12.457 vagas de trabalho com carteira assinada na Bahia. Ainda assim, os números são considerados bons já que há 4 anos o estado não fechava dezembro em um patamar menos negativo. Em dezembro de 2013 foram -10.237 postos e em dezembro do ano seguinte o saldo negativo mais que dobrou (-20.749). Em 2015 e 2016, foram -18.968 e -16.272, respectivamente. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados ontem pelo Ministério do Trabalho. 

O resultado negativo de dezembro passado decorre da diferença entre 36.540 admissões e 48.997 desligamentos. Porém, a perda líquida de dezembro de 2017 foi maior que a de novembro, quando 1.146 postos de trabalho foram suprimidos.

Setorialmente, em dezembro, sete segmentos contabilizaram saldos negativos: Agropecuária (-3.485 postos), Serviços (-3.381 postos), Construção Civil (-3.126 postos), Indústria de Transformação (-2.913 postos), Administração Pública (-29 postos), Serviços Industriais de Utilidade Pública (-25 postos) e Extrativa Mineral (-7 postos). Em contrapartida, apenas um setor exibiu saldo positivo no mês, o setor de Comércio, com geração líquida de 509 postos.

Brasil

De acordo com o Caged, em dezembro o estoque de emprego formal no Brasil teve retração – situação historicamente normal para o período –, com o fechamento de 328.539 postos de trabalho, uma queda de 0,85% em relação ao mês anterior. Foram 910.586 admissões e 1.239.125 desligamentos no mês. 

“O resultado de dezembro veio dentro das expectativas de mercado, que já esperava um saldo consolidado do ano próximo da estabilidade”, disse o coordenador de Estatísticas do Trabalho do ministério, Mário Magalhães.

Por setores, o destaque do último mês de 2017 foi o Comércio, com saldo positivo de 6.285 empregos. Mais uma vez, o resultado confirma a melhora do mercado, já que em dezembro de 2016 e de 2015, os saldos no Comércio foram negativos (-18.973 e -38.697, respectivamente).
 
Por outro lado, Indústria de Transformação (-110.255 postos), Serviços (-107.535), Construção Civil (-52.157), Agropecuária (-44.339), Administração Pública (-16.400), Extrativa Mineral (-2.330) e Serviços Industriais de Utilidade Pública (-1.808) apresentaram quedas no saldo de vagas. “Mas também nesses setores os resultados são melhores do que os de dezembro de 2016 e 2015, quando as quedas foram bem maiores”, pontua o ministro do Trabalho substituto, Helton Yomura.

Quanto às novas modalidades pós-reforma trabalhista, o Caged registrou 5.841 desligamentos feitos por meio de acordo em dezembro. Houve 2.851 admissões para trabalho intermitente no mês, contra 277 desligamentos. Para trabalho parcial, dezembro teve 2.328 admissões no último mês do ano, com 3.332 desligamentos, um saldo de -1.004 empregos.

Correio







Rua Tiradentes, 30 – 5-º Andar – Edf. São Francisco – Centro - Santo Antônio de Jesus/BA. CEP: 44.571-115
Tel.: (75) 3631-2677 | 3631-2924 | 3631-9500 | 9 9968-9004 (Whatsapp) - Definitivamente a melhor.
© 2010 - Rádio Andaiá FM - Todos os direitos reservados.