Esportes

1 28/12/2017 12:20

Botafogo, Vasco, Joinville e Caxias do Sul. Todos entraram em Cajazeiras para tentar vencer o Universo/Vitória no NBB e saíram de quadra derrotados. Nesta quarta-feira (27), mais uma vítima. No clássico nordestino contra o Basquete Cearense, o rubro-negro fez mais uma boa exibição e saiu com o triunfo: 89 a 68. 

A última partida do Leão em 2017 teve de tudo, mas a equipe do técnico Régis Marrelli parecia mesmo estar bastante inspirada. No primeiro quarto de jogo, marcação encaixada e contra-ataques rápidos. O resultado não poderia ser diferente. Placar tranquilo de 22 a 10 para o Vitória. 

A diferença de 12 pontos era importante para o Leão manter a tranquilidade antes do intervalo. Por isso, no segundo quarto, o desempenho permaneceu o mesmo e os donos da casa conseguiram ampliar a vantagem no placar. Apesar do equilíbrio maior, já que o Leão ganhou a parcial por 26 a 23, o resultado foi uma diferença de 15 pontos antes de encarar os dois últimos quartos do confronto. 

Dos 48 pontos que o Vitória marcou, 13 foram feitos por Arthur, maior pontuador do time na primeira etapa. Renato, com cinco rebotes, e André, com cinco assistências, foram outros jogadores com ótimo desempenho. Do lado adversário, Fiorotto fez 14 pontos  e se destacou. 

Sem sustos

No terceiro quarto, o Vitória caiu de rendimento, mas os rivais não conseguiram encostar, afinal, venceram por um ponto: 19 a 18. A vantagem de 14 pontos no placar total era confortável. 

Aí era só administrar. Com inteligência, o Leão ampliou a vantagem e saiu de quadra com o triunfo por 89 a 68. O último quarto terminou 23 a 16 para o Vitória.  

Agora, o Universo/Vitória só joga no dia 6 de janeiro, fora de casa, diante do Franca.

Correio
Foto: Maurícia da Matta/ EC Vitória







Rua Tiradentes, 30 – 5-º Andar – Edf. São Francisco – Centro - Santo Antônio de Jesus/BA. CEP: 44.571-115
Tel.: (75) 3631-2677 | 3631-2924 | 3631-9500 | 9 9968-9004 (Whatsapp) - Definitivamente a melhor.
© 2010 - Rádio Andaiá FM - Todos os direitos reservados.