Esportes

1 06/11/2017 11:00

O triunfo sobre a Ponte Preta por 2x0, ontem, na Fonte Nova, deixou o Bahia em situação mais confortável no Campeonato Brasileiro, em 10º lugar com 42 pontos, a sete do Z4. Pelas projeções, mais três ou quatro pontos eliminam a chance de rebaixamento. Faltam seis rodadas.

Após a partida, Edigar Junior, autor do segundo gol da partida, comemorou o resultado, mas alertou que o time precisa continuar focado para seguir somando pontos e conquistar outros objetivos na competição.

“Tenho que aproveitar a boa fase, continuar com foco. Temos ainda muitos jogos para fazer”, disse o camisa 11 tricolor. “Sabemos que ainda precisamos de mais alguns pontos. Era um confronto direto, precisávamos vencer e vamos ainda atrás de mais pontos”, completou.

Na análise do técnico Paulo Cézar Carpegiani, o triunfo foi justo pelo desempenho apresentado pelas duas equipes.  “Estou satisfeito pelo resultado. Em alguns momentos do segundo tempo apertamos a marcação, compactamos bem. Me agradou. Hoje o importante era vencer. Não deixamos dúvidas de que qualquer resultado que não fosse a vitória nossa não seria justo”.

Carpegiani ressaltou ainda a possibilidade de mirar uma vaga em torneio continental. No momento, o Bahia está na zona de classificação à Copa Sul-Americana. “A tendência é melhorar. Podemos, a partir de agora, dar uma olhada para frente no campeonato”.

Graças aos sete pontos conquistados nos últimos nove disputados, por incrível que pareça o Esquadrão está mais perto da zona de classificação à Libertadores, onde está o Flamengo, 7º com 47 pontos, do que da zona de rebaixamento, aberta pelo Vitória, em 17º lugar com 35 pontos.

Sem desespero

Ainda sobre a partida diante da Ponte Preta, Carpegiani falou do ar de apreensão que um confronto direto na fuga contra o rebaixamento gera.

“Todos esses jogos têm um certo desespero, seis pontos. Situações que se vende caro. A Ponte é uma equipe ajustada, rápida, tem jogadores leves, assim como é a nossa. Se você erra em qualquer lance, pode gerar um contra-ataque”, analisou o técnico.

“Tivemos dificuldades no primeiro tempo. Juninho entrou no segundo e entrou bem, tivemos mais presença. Fizemos uma marcação forte e a Ponte se resumiu a tentar contra-atacar. Depois do gol facilitou, não posso negar. No segundo tempo desperdiçamos oportunidades. Erramos no passe final”, completou.

O próximo adversário também está no Z4. É o Avaí, 19º colocado com 35 pontos. O jogo é quarta, em Florianópolis.

Correio
Foto: Betto Jr. /CORREIO







Rua Tiradentes, 30 – 5-º Andar – Edf. São Francisco – Centro - Santo Antônio de Jesus/BA. CEP: 44.571-115
Tel.: (75) 3631-2677 | 3631-2924 | 3631-9500 | 9 9968-9004 (Whatsapp) - Definitivamente a melhor.
© 2010 - Rádio Andaiá FM - Todos os direitos reservados.