Notícias

1 09/02/2017 15:50

A senadora Ângela Portela (PT-RR) criticou o presidente Michel Temer por cortar recursos para investimentos públicos e disse que o governo federal abre mão de seu papel indutor da economia.

– Os economistas mais respeitados afirmam que em momentos de retração da economia, de diminuição dos empregos, os governos devem sim aumentar seus gastos, especialmente os gastos sociais. Exatamente o contrário está sendo feito pelo governo Temer – criticou.

Em pronunciamento da tribuna nesta quinta-feira (9), a parlamentar afirmou que os cortes de verbas determinados pelo governo afetam de forma mais intensa as faixas mais pobres da população.

– Não se trata de defender a gastança desenfreada, sabemos que se deve ter limites de gastos, controle de despesas e planejamento. Mas o Estado precisa cumprir seu papel de protetor social dos mais pobres, de redutor das desigualdades e de agente do crescimento econômico sustentável – afirmou.

Ângela Portela atribuiu à contenção dos investimentos públicos a demora na recuperação da economia e lembrou que regiões menos industrializadas, que dependem mais de repasses da União, terão ainda mais dificuldade de superação da crise.

A senadora também criticou a aprovação da reforma do ensino médio. Como afirmou, por falta de recursos, as desigualdades entre as escolas brasileiras serão ainda maiores, pois aquelas em regiões mais carentes não terão como ampliar a carga horária para a implantação do turno integral.

– Não somos contra as mudanças, mas contestamos a forma autoritária como foram propostas, sem ouvir a sociedade. E se temos restrições orçamentárias na educação, como os estados irão ampliar a carga horária do ensino médio, se os recursos serão diminuídos? – questionou.

Estadão







Rua Tiradentes, 30 – 5-º Andar – Edf. São Francisco – Centro - Santo Antônio de Jesus/BA. CEP: 44.571-115
Tel.: (75) 3631-2677 | 3631-2924 | 3631-9500 | 9 9968-9004 (Whatsapp) - Definitivamente a melhor.
© 2010 - Rádio Andaiá FM - Todos os direitos reservados.