Notícias

1 07/03/2012 23:59

O regulamento da Copa do Brasil aponta que o time vencedor por dois ou mais gols de diferença, nas duas primeiras fases, elimina a segunda partida do confronto. Nesta quarta-feira (7), em João Pessoa, o Bahia fez muito bem o papel de visitante indigesto. O tricolor venceu o Auto Esporte, da Paraíba, por 3 a 0 e está classificado para segunda fase da competição. Como se não bastasse assegurar uma vaga na próxima fase, o esquadrão chegou ao 12º jogo consecutivo sem perder. 

Início morno

Durante a semana, em entrevista coletiva no Fazendão, Paulo Roberto Falcão deixou em aberto a possibilidade de poupar alguns jogadores devido o grande número de partidas em pouco espaço de tempo. Mas não aconteceu. Pelo terceiro jogo consecutivo o técnico repetiu a escalação, deixando o volante Fahel no banco de reservas. A primeira chance da partida aconteceu aos 10 minutos. O goleiro Rodrigues errou ao sair jogando e presenteou o atacante Souza. Para sorte do arqueiro paraibano a finalização do camisa 9 bateu no zagueiro Galdino e saiu. Fechado, o Auto Esporte entrou com a proposta de explorar os contra-ataques. Aos 15, o meia Pedro Neto avançou pelo lado esquerdo e cruzou para Romarinho. O atacante encheu o pé, de esquerda, e a bola saiu pela linha de fundo. Desta vez, de fora da área, o time da casa chegou ao ataque com Alcimar, aos 19. O chute saiu sem muita direção pela linha de fundo.

Bahia abre o placar

Apesar do susto foi o Bahia quem abriu o placar no Estádio Almeidão, em João Pessoa. Em jogada ensaiada, o ‘garçom’ mais uma vez fez jus ao seu apelido. Aos 23, Gabriel cobrou falta e, de cabeça, o zagueiro Rafael Donato cabeceou sem chances para o goleiro Rodrigues. Bahia 1 a 0.Aos 32, Madson invadiu a grande área e caiu. O árbitro Antonio Hora Filho mandou seguir e irritou o elenco tricolor, que reclamou de um empurrão no lateral-direito. Na sequência da jogada, Júnior roubou a bola de Marquinhos e serviu Souza. O ‘Caveirão’ caprichou demais e a bola passou rente ao poste esquerdo de Rodrigues. A partida ganhou um novo ritmo. O Auto Esporte, em desvantagem, tratou de desfazer o ferrolho defensivo e partiu para cima. Aos 37, Romarinho dominou com liberdade mas errou na hora da finalização e desperdiçou uma boa oportunidade. A mudança de postura favoreceu ao Bahia que ganhou mais espaço para atacar. 

Souza faz um e dá passe para outro
Para evitar o jogo de volta, agendado para dia 15, em Pituaçu, o Bahia precisava marcar mais um gol. Logo no início da segunda etapa o tricolor assustou. Aos 3, após bom passe de William Matheus, Júnior finalizou para boa defesa de Rodrigues. Três minutos depois foi a vez de Souza perder uma chance. Em jogada ensaiada, William Matheus cruzou e a bola parou com Júnior. O chute do atacante parou no goleiro Rodrigues, que deu rebote. O último detalhe do lance ficou com Souza que, de cabeça, jogou para fora. Ao mesmo tempo, aos 16, os dois treinadores resolveram mudar. No Auto Esporte, o diretor de futebol do clube, Maia, entrou em campo para sua última partida como jogador profissional. Pelo lado tricolor, Falcão deu mais velocidade ao time e sacou Júnior para entrada de Ciro.  Inicialmente a substituição do time da casa surtiu efeito. No minuto seguinte, Romarinho apareceu livre de marcação e bateu forte para uma bela defesa de Omar, pouco acionado no confronto. Quem não faz, toma. Aos 22, o meia Magno fez uma excelente jogada e passou para William Matheus. O lateral-esquerdo tocou para Souza, que dominou, tirou o zagueiro da jogada e ampliou o placar. Auto Esporte 0x2 Bahia.
Gabriel deixa o dele
Timidamente, o Auto Esporte buscou diminuir o marcador. Aos 24, o meia Nal chutou de fora e assustou o goleiro Omar. Porém, cinco minutos depois, as coisas ficaram complicadas para o time paraibano. Artilheiro do tricolor na temporada, com 12 gols, Souza inverteu o papel com Gabriel. O ‘Caveirão’ 9 fez o papel de garçom e serviu o garoto da Ribeira. Na saída de Rodrigues, o camisa 8 só tocou na saída do goleiro e determinou o terceiro gol da partida. Bahia 3 a 0 . Aos 35 minutos, Alcimar quase descontou para o time da casa. Cobrou falta com precisão e exigiu uma bela intervenção de Omar, que ainda viu a bola pegar na trave antes de sair pela linha de fundo. Os comandados de Falcão tiraram o pé do acelerador e depois só aguardaram o apito final de Antonio Hora Filho.
FICHA TÉCNICA
Auto Esporte x Bahia
Local: Estádio Almeidão, na Paraíba
Data: 07/03/2012
Árbitro: Antônio Hora Filho
Auxiliares: Victor Oliveira Cruz e Rubens dos Santos Filho
Público: 927 
Renda: R$ 15.840,00
Cartões amarelos: Gil (Auto Esporte)
Gols: Rafael Donato, Souza e Gabriel (Bahia)
Auto Esporte: Rodrigues; Marquinhos, Galdino, Márcio Paraíba (Nêgo) e Thiaguinho; Marcondes, Nau, Gil e Pedro Neto (Maia); Romarinho (Caio), Alcimar. Técnico: Maurício Cabedelo.
Bahia: Omar; Madson, Titi, Rafael Donato e William Matheus; Fabinho (Fahel), Lenine, Magno (Filipe) e Gabriel; Júnior (Ciro)  e Souza. Técnico: Paulo Roberto Falcão.
Fonte: Bahia Notícias






Rua Tiradentes, 30 – 5-º Andar – Edf. São Francisco – Centro - Santo Antônio de Jesus/BA. CEP: 44.571-115
Tel.: (75) 3631-2677 | 3631-2924 | 3631-9500 | 9 9968-9004 (Whatsapp) - Definitivamente a melhor.
© 2010 - Rádio Andaiá FM - Todos os direitos reservados.