últimas notícias

Notícias

1 15/07/2020 04:34

O comércio varejista baiano sofreu queda anual de 33,2% em abril e teve um prejuízo calculado em R$ 3 bilhões. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou a variação referente ao mês de maio e o resultado foi negativo, porém relativamente menor, de -27,3%.

O prejuízo para o mês, em termos monetários, foi de R$2,3 bilhões, de acordo com cálculos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo da Bahia (Fecomércio-BA).

Somando o bimestre, abril e maio, o comércio perdeu R$ 5,32 bilhões em relação ao mesmo período do ano anterior, o que significa que, por dia, o prejuízo médio foi de R$87 milhões.

O destaque negativo do mês foi o setor de vestuário, tecidos e calçados com forte queda de 81,2%. Dois setores, entretanto, chamam a atenção pelo desempenho estar relativamente melhor do que se esperava, são eles: material de construção (-5,1%) e móveis e eletrodomésticos (-22,9%). Ambos demandam uma participação do crédito, por serem produtos mais caros

No mês de maio, somente o setor de supermercados conseguiu superar o resultado do mesmo mês de 2019, com alta de 1,8%.

As demais quedas foram das seguintes atividades: combustíveis e lubrificantes (-21,2%), livros, jornais e papelaria (-73,2%), equipamentos para escritório (-44,4%), artigos de uso pessoal e doméstico (-45,8%), veículos e motocicletas (-52,9%).

 

 

*Correio







Rua Tiradentes, 30 – 4º Andar – Edf. São Francisco – Centro - Santo Antônio de Jesus/BA. CEP: 44.430-180
Tel.: (75) 3631-2677 | 3631-2924 | 3631-9500 | 9 9711-6971 (Whatsapp) - Definitivamente a melhor.
© 2010 - Rádio Andaiá FM - Todos os direitos reservados.