últimas notícias

Notícias

1 21/01/2020 15:22

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou, nesta terça-feira (21/1), sete pessoas por invasão a celulares de autoridades brasileiras. A ação ocorre no âmbito da Operação Spoofing e um dos denunciados é Glenn Greenwald, cofundador e colunista do site The Intercept Brasil. O veículo usou as mensagens para publicar uma série de reportagens, a Vaza Jato.

O atual ministro da Justiça, Sergio Moro, foi um dos alvos das invasões e reportagens, assim como o coordenador da Operação Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol. São apontadas prática de organização criminosa, lavagem de dinheiro e as interceptações telefônicas engendradas pelos investigados.

O jornalista Glenn Greenwald foi denunciado, embora não tenha sido investigado nem indiciado pela Polícia Federal. Para o MPF, ficou comprovado que ele auxiliou, incentivou e orientou o grupo criminoso durante o período das invasões.

No que se refere à responsabilização de Greenwald, o MPF ressalta que o jornalista não era alvo das investigações. A conduta foi adotada em respeito à medida cautelar proferida pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que proibiu apurações sobre a atuação do denunciado. Durante a análise de um computador MacBook apreendido – com autorização da Justiça – na casa de Walter Delgatti, foi encontrado áudio de um diálogo entre Luiz Molição e Greenwald.

Denúncia

A denúncia, assinada pelo procurador da República Wellington Divino de Oliveira, relata que a organização criminosa executava crimes cibernéticos por meio de três frentes: fraudes bancárias, invasão de dispositivos informáticos (como celulares) e lavagem de dinheiro.







Rua Tiradentes, 30 – 4º Andar – Edf. São Francisco – Centro - Santo Antônio de Jesus/BA. CEP: 44.430-180
Tel.: (75) 3631-2677 | 3631-2924 | 3631-9500 | 9 9711-6971 (Whatsapp) - Definitivamente a melhor.
© 2010 - Rádio Andaiá FM - Todos os direitos reservados.