Notícias

1 24/05/2019 18:50

Cerca de 1,1 milhão de segurados que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC/Loas) ainda não atenderam ao chamado do governo federal e correm o risco de ficar sem o pagamento no valor de um salário mínimo. Esses beneficiários — idosos carentes acima de 65 anos e pessoas com deficiência sem condições de trabalhar — precisam estar inscritos no Cadastro Único, destinados pessoas com baixo poder aquisitivo que dependem de políticas assistenciais. Do contrário, terão o depósito suspenso. 

O registro é obrigatório, e o prazo limite de inscrição varia de acordo com a data de nascimento do beneficiário. Vale lembrar que essas datas foram prorrogadas. Veja o calendário abaixo:

Mês de aniversário - data limite para inscrição
Janeiro - 30 de junho de 2019
Fevereiro - 30 de julho de 2019
Março - 30 de agosto de 2019
Abril - 30 de setembro de 2019
Maio - 30 de outubro de 2019
Junho - 30 de novembro de 2019
Julho - 30 de dezembro de 2019
Agosto - 30 de janeiro de 2020
Setembro - 1º de março de 2020
Outubro - 30 de março de 2020
Novembro - 30 de abril de 2020
Dezembro - 30 de maio de 2020

“A necessidade do cadastro é apenas uma garantia, uma segurança para quem recebe e para o governo, que paga. Assim, podemos garantir o repasse para todos que precisam”, afirmou o secretário especial do Desenvolvimento Social, Lelo Coimbra.

O que é o BPC/Loas

O BPC/Loas é garantido a quem tem baixa renda. O benefício mensal — hoje no valor de R$ 998 — pode ser requerido diretamente numa agência do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Porém, é preciso ficar atento aos diversos requisitos para conseguir o auxílio.

No caso dos idosos, além do critério da idade (é obrigatório ter mais de 65 anos), há a exigência de ter renda familiar inferior a um quarto do salário mínimo por pessoa, ou seja, R$ 249,50 (considerando que o piso nacional hoje é de R$ 998). O idoso também não pode receber qualquer outro benefício da Seguridade Social ou de outro regime, inclusive o seguro-desemprego.

Para a pessoa com deficiência obter esse auxílio, é preciso estar impossibilitado de participar de forma ativa na sociedade e em igualdade de condições com as demais pessoas. Nesses casos, os beneficiários passam por perícia. Também é preciso atender ao critério de renda mínima por pessoa da família (25% do salário mínimo), ou seja, R$ 249,50 por indivíduo.

Como se cadastrar

O beneficiário deve procurar um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de seu município. É necessário ter em mãos o CPF e um comprovante de residência. O registro também pode ser feito por um responsável familiar.

Para fazer o cadastramento, o responsável familiar deve ter mais de 16 anos e não precisa ser o beneficiário do BPC/Loas. Basta que more na mesma casa do titular e divida as responsabilidades com as despesas e renda. O responsável precisa procurar um posto do Cadastro Único e do Bolsa Família de sua cidade ou ir ao CRAS mais próximo de sua casa.

Além disso, famílias de beneficiários do BPC/Loas já inscritas no Cadastro Único deverão atualizar seus dados sempre que houver modificações, como mudança de endereço e alteração na composição familiar, ou, ainda, no prazo máximo de até dois anos. A desatualização do cadastro do governo federal poderá levar à suspensão do benefício.

Segundo a União, mais 3,5 milhões de pessoas já se inscreveram no Cadastro Único — 76% do total de beneficiários.

Segundo o governo, mais 3,5 milhões de pessoas já se inscreveram no Cadastro Único, número que representa 76% dos beneficiários.

O Globo







Rua Tiradentes, 30 – 4º Andar – Edf. São Francisco – Centro - Santo Antônio de Jesus/BA. CEP: 44.571-115
Tel.: (75) 3631-2677 | 3631-2924 | 3631-9500 | 9 9711-6971 (Whatsapp) - Definitivamente a melhor.
© 2010 - Rádio Andaiá FM - Todos os direitos reservados.