Notícias

1 14/11/2018 15:05

A informação é do defensor público Bruno Moura, que atua na Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente. Ele disse que, apesar de o estado figurar em uma posição “abaixo da média” nacional em relação ao número de jovens infratores em situação de reclusão, ao todo, 604 adolescentes estão detidos.

Conforme levantamento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), as unidades não atendem a demanda atual de adolescentes infratores. “A gente ainda tem muitas dificuldades em nosso sistema socioeducativo, porque a capacidade das unidades não atende ao número de jovens. Por exemplo, na Case Salvador, que é a maior do estado, há 35% de superlotação em relação à sua capacidade. Esse é um grande problema porque, a partir da superlotação, a gente tem uma série de violação dos direitos”, afirmou Moura ao bahia.ba

Outra questão levantada pelo defensor foi a regionalização das unidades. Os espaços que abrigam esses jovens ficam nas cidades de Salvador, Feira de Santana e Simões Filho. “As unidades estão no raio de 50 quilômetros, e isso inviabiliza muitas vezes o contato do interno com a família, por exemplo.  Esses jovens vêm de um perfil de vulnerabilidade e, por vezes, os parentes não têm dinheiro de transporte para fazer as visitas”, completou.

A Bahia é o nono estado com maior número de adolescentes infratores em regime de internação. De acordo com o levantamento feito pelo Departamento de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário e das Medidas Socioeducativas do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o Brasil possui hoje 22 mil jovens internados.
 







Rua Tiradentes, 30 – 4º Andar – Edf. São Francisco – Centro - Santo Antônio de Jesus/BA. CEP: 44.571-115
Tel.: (75) 3631-2677 | 3631-2924 | 3631-9500 | 9 9968-9004 (Whatsapp) - Definitivamente a melhor.
© 2010 - Rádio Andaiá FM - Todos os direitos reservados.