Esportes

1 29/11/2017 11:20

Pouco mais de 90 minutos separam Grêmio e Lanús do título da Copa Libertadores da América. Hoje, às 20h45 (horário da Bahia) brasileiros e argentinos entram em campo no estádio La Fortaleza, em Lanús, na província de Buenos Aires, na decisão da principal competição do continente.

Dono de dois títulos da Libertadores, o Grêmio entrou na final como o grande favorito depois de passar por Godoy Cruz, Botafogo e Barcelona de Guayaquil no mata-mata.

O time de Porto Alegre fez valer o fator casa. No primeiro jogo da decisão, venceu o Lanús por 1x0, resultado que dá a vantagem de conquistar o tricampeonato com um empate. Derrota por um gol de diferença leva a decisão para os pênaltis, seja qual for o placar. 

Em relação ao time do primeiro jogo, Renato Gaúcho tem apenas um desfalque. O zagueiro Kannemann, que é argentino, recebeu o terceiro cartão amarelo e está fora. Bressan será o substituto.

Durante o treino de reconhecimento do gramado do estádio, Renato Gaúcho esbanjou confiança e personalidade. Para o treinador, será um duelo duro, mas o Lanús precisará sair para o jogo e dará espaços aos gremistas.

“O mais importante é que está todo mundo focado, concentrado. Com todo o respeito ao Lanús, que é uma grande equipe, o Grêmio tem essa pequena vantagem, mas pode ter certeza que vai jogar para ganhar o jogo”, garante Renato.

Do outro lado, o Lanús tenta fazer história e conquistar a América de forma inédita. A equipe, considerada um time de bairro, não tem o mesmo prestígio das grandes potências argentinas, como Independiente, Boca Juniors e River Plate, mas vem se notabilizando por grandes façanhas nos últimos anos, como os títulos da Supercopa Argentina e do Campeonato Argentino, ambos em 2016, e da Copa Sul-Americana, sobre a Ponte Preta, em 2013.

Assim como Renato Gaúcho, o técnico Jorge Almirón tem apenas uma baixa na equipe. O lateral Diego Braghieri foi suspenso pelo terceiro cartão amarelo e dará lugar para Marcelo Herrera. O resto do time será o mesmo do jogo em Porto Alegre.

“São 90 minutos muito importantes. Temos que fazer uma partida inteligente, ser pacientes e não nos desesperar. Não posso garantir que vamos ganhar, mas vamos dar tudo. Estou convencido de que a equipe estará à altura. Já demonstramos isso nesta competição”, diz Almirón.

Na torcida

Além da própria torcida, o Grêmio terá o apoio de torcedores de outros clubes do Brasil que veem no título gremista a chance de irem para a Libertadores de 2018 pelo Brasileirão. Entre eles está o Bahia. O Esquadrão está na 11ª colocação do Brasileirão e tem chances remotas de abocanhar uma vaga. Para isso, precisa terminar em nono lugar e que o Grêmio seja campeão.

Além do título dos gaúchos, o Bahia tem que torcer também para que o Flamengo levante o troféu da Copa Sul-Americana. O time carioca entra em campo amanhã contra o Junior Barranquilla, na Colômbia, no jogo de volta da semifinal.

Correio
Foto: Juan Mabromata/AFP







Rua Tiradentes, 30 – 4º Andar – Edf. São Francisco – Centro - Santo Antônio de Jesus/BA. CEP: 44.571-115
Tel.: (75) 3631-2677 | 3631-2924 | 3631-9500 | 9 9968-9004 (Whatsapp) - Definitivamente a melhor.
© 2010 - Rádio Andaiá FM - Todos os direitos reservados.