Esportes

1 17/11/2017 09:00

Um dos mais fortes refúgios do Leão na sua briga contra o rebaixamento acabou. Foram precisamente quatro meses de invencibilidade longe de Salvador na Série A, marca que acabou nesta quinta-feira (16) com a derrota por 2x1 para a Chapecoense na Arena Condá.

A derrota veio de virada. Numa atuação abaixo do comum fora de casa, o Leão saiu à frente com David aos 19 minutos de jogo, mas sofreu o empate com 25 minutos do primeiro tempo, em gol de Arthur, e aos 32 da etapa final, com Túlio de Melo.

A última derrota longe da capital baiana havia sido para o Palmeiras, por 4x2, no dia 16 de julho. Apesar do resultado em Chapecó, o Leão segue fora do Z4, na 16ª posição, com 39 pontos. O que o separa da Ponte Preta, 17ª, é o saldo de gols: -8 para o rubro-negro e -11 para a Macaca.

Enquanto isso, a Chapecoense foi a 47 pontos e se livrou matematicamente do rebaixamento. O próximo compromisso rubro-negro é no Barradão, no domingo (19), às 17h, contra o Cruzeiro.

Jogo feio

Chapecoense e Vitória mostraram times muito semelhantes: bem postados na defesa, mas com enorme dificuldade para criar. O lado direito era o mais participativo do Leão no ataque, mas errava demais, sobretudo com Patric. Na defesa, se defendia bem das investidas da Chape, de modo que os primeiros 20 minutos passaram numa incrível monotonia.

Era claro que um lance de perigo surgiria apenas com um erro de algum dos lados. Aos 19 minutos, o goleiro Jandrei fez uma verdadeira lambança: entregou a bola nos pés de David, que estava marcando a saída de bola. O atacante só fez driblar o marcador e abrir o placar.

Cinco minutos depois, outro erro. Dessa vez, da defesa rubro-negra, que fez a Chape empatar. Da direita, Reinaldo cobrou escanteio fechado no primeiro poste e Arthur Caíke apareceu entre os zagueiros do Leão para marcar.

A partir dos 30 minutos, um temporal começou a cair na Arena Condá. Com isso, o jogo, que já não vinha muito vistoso, acabou sem qualquer outro lance de perigo no primeiro tempo.

Virada Condá

Os 15 minutos de chuva no intervalo fizeram o gramado virar praticamente um lago no início da etapa final. A bola corria com dificuldade, parando sempre nas poças de água. O duelo, então ficou ainda mais monótono.

Só a bola parada animava quem assistia à partida. Aos 25, a Chape chegou ao gol. Após cobrança de falta, a defesa rubro-negra fez a linha de impedimento e quatro adversários apareceram livres em condição legal. A sorte do Leão foi que Amaral desviou a bola antes de Douglas marcar, caracterizando impedimento.

A virada veio de fato aos 32. Para variar, na bola parada. Reinaldo cobrou falta da risca frontal da área e colocou no canto direito de Fernando Miguel. O goleiro rubro-negro fez linda defesa, mas Túlio de Melo, no rebote, deixou o dele.

O Leão só chegou perto de manter a invencibilidade longe de Salvador aos 40 minutos. Patric cruzou da direita e André Lima colocou na trave. Mas não passou disso.

Correio
Foto: Márcio Cunha/Estadão Conteúdo







Rua Tiradentes, 30 – 5-º Andar – Edf. São Francisco – Centro - Santo Antônio de Jesus/BA. CEP: 44.571-115
Tel.: (75) 3631-2677 | 3631-2924 | 3631-9500 | 9 9968-9004 (Whatsapp) - Definitivamente a melhor.
© 2010 - Rádio Andaiá FM - Todos os direitos reservados.