Esportes

1 23/10/2017 09:40

Uma lesão na canela impediu Edigar Junio de disputar o primeiro Ba-Vi da Série A, no dia 2 de julho – e que acabou empatado em 0x0. Naquele momento, o atacante vivia talvez a melhor fase dele no Bahia, com um gol que rendeu o título da Copa do Nordeste, no final de maio. O problema o afastou por quase três meses do time.

Mas Edigar, com a confiança de Carpegiani, soube dar a volta por cima. Domingo (22), ele fez o quarto jogo seguido como titular, todos sob o comando do novo técnico. E, para retribui-lo, marcou o gol do triunfo, justamente num Ba-Vi. Aos 43 minutos do segundo tempo, aproveitou cobrança de escanteio e fechou o placar de 2x1, na Fonte Nova.

“Eu estava na reserva e, no momento exato, voltei ao time. Fui coroado com um gol, ainda mais em um Ba-Vi. Mas o mérito foi de todo mundo que se dedicou até o fim. Sofremos o gol de empate e ninguém desistiu. Conseguimos o triunfo com a garra de todos”, analisou o atacante.

Edigar celebrou a volta à boa fase justamente na reta final da Série A: “Eu costumo dizer que Deus sempre tem a hora certa para cada coisa. Se aconteceu isso de ficar de fora por tanto tempo foi porque Ele quis assim. Acredito que agora tive o meu momento e consegui dar alegria a tanta gente”.

O comandante tricolor comemorou o triunfo, mas lembrou de um defeito preocupante que o tricolor tem apresentado nos últimos jogos. Foram dois gols sofridos de bola parada contra o Flamengo e um domingo (22) contra o Vitória. 


“A bola parada, realmente, é o coração na mão. Não pode acontecer isso. Tomamos o gol de empate naquela mesma forma”, disse Carpegiani. “E aí, por incrível que pareça, a gente saiu para o ataque ao tomar o gol”.

Carpegiani garantiu não ter recuado o time ao colocar o zagueiro Thiago Martins no lugar de Allione após marcar o primeiro gol. “Quando coloquei três zagueiros, a equipe pedia que eu fizesse aquilo porque as bolas alçadas na área estavam ficando muito no mano a mano. A segunda, com o Zé, tentei fechar. Mas não era para a gente ter cravado (recuado) assim lá atrás. Contra o Corinthians também tivemos esse problema, cravamos demais lá atrás e saímos para contragolpear. Eu não gosto disso”, declarou.

Correio







Rua Tiradentes, 30 – 4º Andar – Edf. São Francisco – Centro - Santo Antônio de Jesus/BA. CEP: 44.571-115
Tel.: (75) 3631-2677 | 3631-2924 | 3631-9500 | 9 9968-9004 (Whatsapp) - Definitivamente a melhor.
© 2010 - Rádio Andaiá FM - Todos os direitos reservados.