Esportes

1 01/10/2015 10:30

O Campeonato Baiano de Futebol Feminino, com início marcado para 1º de novembro, terá a edição mais competitiva dos últimos anos - pelo menos em relação ao número de times participantes. Ao todo, disputarão 16 equipes, o dobro do ano passado. O São Francisco conquistou todos os Estaduais desde 2001, quando estreou.

A Federação Bahiana de Futebol (FBF), organizadora do torneio, afirma que jamais tantos times participaram. A média varia entre oito e 12 equipes. O presidente Ednaldo Rodrigues defende que a adesão maior se deve a projetos da sua federação para fortalecer o futebol feminino no estado, como a realização de duas peneiras nos últimos dias - dez garotas foram selecionadas entre 100 candidatas nos municípios Santo Antônio de Jesus e Euclides da Cunha.

Rodrigues relatou que as ligas municipais estão mais comprometidas com o esporte. "Muitas cidades realizaram competições locais que resultaram numa espécie de seleção, que já participam neste Baiano. Foi assim com Euclides da Cunha, Santo Antônio de Jesus e Irecê, que é sede do Ypiranga", completou.

Para a edição de 2015, as dez meninas selecionadas serão distribuídas entre os oito times que admitiram precisar de reforços. Rodrigues explica que o critério da distribuição de atletas será o mesmo usado pela CBF com as jogadoras da seleção brasileira, que reforçam os times do Campeonato Brasileiro a partir da segunda fase do torneio. "Os clubes dizem o tipo de jogadora que precisam. Se dois times quiserem a mesma jogadora, sorteamos", afirmou.

O campeonato

As equipes foram divididos em quatro grupos com quatro integrantes (veja quadro acima), que duelarão entre si. Os dois melhores de cada chave avançam para o mata-mata. A partir das quartas de final, haverá jogos de ida e volta até serem definidos os semifinalistas e, depois, os finalistas.

Como sua versão masculina, não haverá premiação financeira ao time campeão baiano feminino. Serão entregues troféus e medalhas para as equipes colocadas em primeiro e segundo lugar. No Intermunicipal do ano passado, por exemplo, a equipe vencedora, Cachoeira, ganhou um carro.

Diante disso, Ednaldo Rodrigues não descarta uma recompensa melhor. "Temos ainda uma reunião marcada para o dia 21, e podemos falar sobre uma forma melhor de premiar os vencedores", revelou.

A falta de verba é, na opinião da treinadora do Redenção, Rosana Vigas, um dos principais motivos pelos quais o futebol feminino não se desenvolve na Bahia. "Fico feliz com a divulgação maior da modalidade e que haja um empenho em melhorar o campeonato. Mas continuo achando que a melhor forma é arranjar patrocínio para os clubes, dando estrutura para manter boas jogadoras", criticou. "Não é à toa que a lista de times participantes (do Baiano) muda todo ano", acrescentou a ex-jogadora e ex-árbitra.

Para ela, também é necessário valorizar as atletas na hora da premiação. "Podia ter prêmio para jogadora revelação, por exemplo, como tem no masculino", sugeriu.

Os 16 times participantes

Grupo 1

Euclides da Cunha
Mundo Novo
Ribeira do Pombal
Ypiranga

Grupo 2

Catu
Lusaca
Redenção
Vitória

Grupo 3

Conceição do Jacuípe
Flamengo de Feira
São Francisco
Baiacu

Grupo 4

Ilhéus
Itabuna
Juventude
Santo Antônio de Jesus

A TARDE







Rua Tiradentes, 30 – 5-º Andar – Edf. São Francisco – Centro - Santo Antônio de Jesus/BA. CEP: 44.571-115
Tel.: (75) 3631-2677 | 3631-2924 | 3631-9500 | 9 9968-9004 (Whatsapp) - Definitivamente a melhor.
© 2010 - Rádio Andaiá FM - Todos os direitos reservados.